Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,28 4,28

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Juristur recebe 40 estudantes na primeira edição de 2018

Renata Gil conversa com os estudantes da Direito da Cândido Mendes No primeiro programa “Juristur – Conhecendo o Judicário” de 2018, cerca de 40 estudantes do primeiro período de Direito da Universidade Cândido Mendes (campus do Centro do Rio) conheceram a estrutura do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). Eles fizeram uma visita guiada pelo Museu da Justiça e simularam uma sessão no antigo Tribunal do Júri. No antigo Tribunal Pleno, os alunos receberam a visita da presidente da AMAERJ, Renata Gil. “O Poder Judiciário só será bem compreendido pela sociedade quando for bem conhecido. Então, essa ponte, esse trabalho de aproximação é muito importante para nós. A iniciativa de trazer esses alunos para conhecer o Judiciário, que é forte pilar do estado democrático de direito, para nós é de suma importância. Fica nosso agradecimento e nossa porta absolutamente aberta para esse caminho universitário que a Cândido Mendes tem traçado”, afirmou. Leia também: Renata Gil se reúne com nova diretoria do Sind-Justiça ‘Colaboração premiada é o novo paradigma do processo penal’, diz Saldanha Fux e Salomão participam de debate sobre o Novo CPC Os estudantes ainda conheceram um pouco do trabalho dos desembargadores do TJ-RJ e acompanharam uma sessão do Órgão Especial. Coordenador do Juristur há oito anos, o juiz Joel Pereira dos Santos, ressalta que conhecer a estrutura do Judiciário contribui com a formação profissional dos futuros operadores do Direito. “Esse trabalho é uma realização pessoal, de enorme utilidade. A proposta não é fazer palestras, mas trazer informações sobre o funcionamento da Justiça na prática. Acho excelente acrescentar essa visitação na formação dos alunos que passam a ter interesse redobrado”, disse. Universitários, alunos do ensino médio e líderes comunitários também podem participar do Juristur, conhecer as dependências do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e conversaram com juízes e desembargadores. “Nosso propósito é levar o Judiciário às pessoas, à sociedade, para quebrar barreiras e promover uma integração”, explicou Pereira dos Santos.
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia